Apontamentos sobre política, economia, educação, sociedade e outros, com afirmações contraditórias, ou não, a que a razão chega quando se pretende determinar a natureza da sociedade que temos e onde vivemos.
publicado por M. Rodrigues | Quinta-feira, 26 Maio , 2011, 22:09

Agora a culpa da crise é dos cidadãos e das famílias que se endividam. Começa a não haver paciência para ouvir alguns comentadores políticos, alguns deles autênticos cata-ventos nas suas análises políticas.

A culpa da crise era a crise internacional, depois passou a ser da oposição, os especuladores eram os culpados, a Alemanha passou a ser a causadora dos nossos males, agora, está na ordem do dia, tentar justificar a crise culpabilizando as famílias que se endividaram para viver acima das suas possibilidades. É possível que para uma minoria seja assim. Muitos dos senhores a quem foram dados os votos para nos governarem, acusam agora os que os elegeram de serem os causadores da crise porque, segundo eles, como nos endividámos muito junto à banca, temos agora que pagar ao estrangeiro o dinheiro que fomos pedindo. Por este diapasão acertam também os seus instrumentos argumentativos muitos dos comentadores de serviço, que mais parecem cata-ventos, quem sabe à procura de uma oportunidade que algum vento lhes traga.

Muitas famílias endividam-se para poderem comprar casa. Mas porque se compra casa e não se aluga? Pois é! Mas qual é o preço do aluguer de uma casa com condições para se viver com dignidade em função dos rendimentos auferidos ? Ou será que não ser teria que pagar o aluguer? Para além de o mercado de aluguer ser quase inexistente, o preço pago por um aluguer de uma habitação da mesma classe de construção e de localização, seria pouco menos ou, em alguns casos mais elevado do que  o pagamento mensal a efectuar a um banco por um financiamento para aquisição de habitação, com a vantagem de que está a pagar para um investimento efectuado a longo prazo.

Por outro lado, dinamizando o mercado de construção para arrendamento, os construtores teriam que se financiar na banca (esta teria de se financiar também no exterior) passando a haver outro tipo de endividamento, pois que o investimento para arrendamento só tem retorno a longo prazo.

Do ponto de vista dos referido senhores os cidadãos portugueses são todos uns perdulários que gastam sem critério e mais do que  produzem. Quem fez as leis que possibilitam que assim seja?

Ou bem que estamos numa economia de mercado, ou bem que se devia socializar tudo até a liberdade de escolha dos cidadãos. Não, a culpa não está no povo, nem nas famílias, nem nas empresas, está em quem nos governou nos últimos anos. Mas, pensando melhor, foi o povo que os elegeu que como tal tem de facto a culpa.


mais sobre mim
Março 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds