Apontamentos sobre política, economia, educação, sociedade e outros, com afirmações contraditórias, ou não, a que a razão chega quando se pretende determinar a natureza da sociedade que temos e onde vivemos.
publicado por M. Rodrigues | Sábado, 28 Maio , 2011, 22:41

Afinal o que é que a política tem a ver com a culinária?

Vejamos! Na culinária são utilizados ingredientes e condimentos de para a obtenção dos paladares mais diversificados para que os nosso anfitriões, ou clientes se for  um restaurante, recordem e fiquem satisfeitos. Na nova culinária  experimentam-se, reformulam-se e combinam-se ingredientes para resultarem em novos sabores e experiências gastronómicas.

 

Na política também são utilizados e misturados ingredientes (palavras, chavões, frases feitas) para atraírem clientelas para os  pratos prometidos durante as campanhas eleitorais.

Assim como há cozinheiros muito hábeis e inovadores na criação de receitas, há também alguns políticos que sabem manipular e combinar ingredientes e condimentos  para os seus potenciais clientes,  alguns deles já sem paladar. Acabam afinal por consumir o que está na ementa que se mantém  há  meses ou anos. Quando assim é o melhor é mudar de restaurante. O que faríamos se uns nossos amigos nos convidassem para jantar num restaurante onde já tínhamos estado anteriormente onde, para além da comida mal confecionada apanhámos uma intoxicação? Provavelmente declinávamos diplomaticamente o convite  e sugeríamos a escolha de outro local para o nosso jantar.

 

 

Já agora uma receita

 

 

A culinária também tem aqui o seu espaço, visto ser uma transversalidade cultural: atravessa várias sociedades e culturase e, atravessando a história é também longitudinal. Um dos meus hobbies, para além de investigar e escrever umas coisas, é cozinhar e experimentar receitas, alterando umas inventando outras.

Existem imensas formas de confecionar bifes. Um dia coloquei-me a seguinte questão: será que os morangos darão para acompanhar carne? Resolvi experimentar. Assim, vou sugerir-lhes  bifes da vazia com molho de morangos para duas pessoas. É possível utilizar outro tipo de carne desde que seja macia.

 

Partilha gastronómica: bife da vazia com molho de morangos

 

 

 

Ingredientes:

  

2 bifes da vazia ou outra carne

 

200 g de morangos

 

1 cebola pequena

 

1 dente de alho

 

Azeite q. b.

 

1 Colher de manteiga

 

1/4 de natas

 

1 Cálice de vinho do Porto

 

Folhas de manjericão fresco q.b.

 

Sal q.b.

 

Pimenta q. b.

 

1 Colher chá de sumo de limão

 

  

Confeção:

 

Pique a cebola

 

Pique o dente de alho

 

Lave os morangos e tire-lhe o pedúnculo e corte-os em pedaços

 

Leve ao lume a cebola e os alhos a refogar com o azeite até a cebola ficar transparente.

 

Refresque com  o vinho.

 

Junte os morangos.

 

Deixe ferver até os morangos estarem moles.

 

Dei-te num copo de varinha mágica, junte as folhas de manjericão  e triture até ficar tudo liquefeito e reserve.

 

Frite lentamente os bifes num pouco na manteiga sem ficarem demasiado passado. Tome atenção que os bifes da vazia se perdem muita água ficam secos.

 

Retires os bifes e tape para não arrefecerem.

 

Deite na frigideira o preparado do molho liquefeito e deixe ferver em lume brando.

 

Junte depois as natas e mexa lentamente.

 

Retifique o sal e a pimenta.

 

Prove. Se estiver muito ácido deite um pouco de açúcar, se extiver adocicado deite uma gotas de limão.

 

Coloque os bifes nos pratos de ir à mesa e cubra com o  olhos de morangos sobre parte dos bifes e salpique os lodos prato.

 

Acompanhe com batatas recheadas com queijo creme e assadas no forno ou com vegetais salteados.

 

Assine com um morango e uma folha de manjericão.

 

 

 


mais sobre mim
Março 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes
arquivos
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds